terça-feira, 15 de março de 2011

A Dona da História (Peça Teatral)


A dona da história
Um dia eu tinha quize anos e tudo que eu mais queria era viver uma história pra um dia ter uma história pra contar. E toda hora eu pensava:
- E essa história? Como é que ela vai começar?
Eu gostava de imaginar como eu seria no futuro no dia que iria contar a história da minha vida.
- Eu sei que o começo da história de uma pessoa só acontece sem que ela perceba. No momento em que ela menos espera.
O problema é que eu vivia esperando que acontecesse na minha vida alguma coisa com cara de começo de história.
E se alguém perguntava o que eu queria ser no futuro eu respondia:
- Eu? Eu quero ter uma história pra contar.
Ninguém perguntava o que eu queria ser no futuro mas, pro caso de alguém perguntar, eu já estava preparada hora responder na hora:
- Afinal de contas tudo que existe no mundo existe pra minha história acontecer. As ruas e os lugares por onde passo são apenas cenários da minha história, e em cada um desses lugares tudo está parado no tempo, num determinado momento do futuro, à espera de que minha história chegue até eles . E os lugares aonde eu nunca irei nunca existirão.E as pessoas que nunca passarem por minha vida nunca nascerão. Porque todas as pessoas do mundo existem apenas pra falar comigo, cruzar por mim, tocar minha história pra frente. Todas as pessoas do mundo são apenas participações na minha história. Com intervenções maiores ou menores, mas apenas participações. E você quer saber mais? Toda a História do mundo, a idade média, a Antiguidade, a Pré História, é tudo uma invenção criada só pra me fazer acreditar que existia alguma coisa antes de mim. E o mundo começou no dia que eu nasci. Eu sou o mundo e o mundo inteiro é o resto. E o resto do mundo gira, mas é só pro sol aparecer e iluminar o meu dia. E depois gira mais um pouquinho só pra ficar de noite e chegar a hora de eu ir ao baile.
- Uma mocinhas aos vinte anos , sonhando com o futuro enquanto se apronta para ir a um baile, podia não ser o começo mas original do mundo mas não deixava duvidas: era um começo.
- Agora é só deixar a história me levar que ela me leva pra algum lugar.
Era só eu relaxar e deixar ir.
- Pensar em outra coisa. A primeira coisa que vier á cabeça.
Eu olhava pra baixo e pensava.
- Chão
Eu olhava pra cima e pensava.
- Teto
Eu olhava pra frente e pensava.
- Parede
Eu olhava pra janela e pensava.
- Janela
Pro espelho e pensava:
- Eu tenho que dar um jeito nesse cabelo. Não posso começar a minha história com esse cabelo nesse estado.
Onde já se viu uma pessoa ficar puta da vida consigo mesma só porque não concegue deixar a sua história em paz pra começar? Mas isso tem explicação sim...
Se você fica olhando pro céu esperando ver uma estrela cadente ela cai? Não cai. Só cai quando você se distrai. Você já ouviu alguém falar toca telefone e o telefone tocar? Ele não toca se você fica o tempo todo pedindo, esperando, implorando, olhando pra ele. Intimida o coitado, Tem que ter pensamento positivo,claro, mas com essa intencidade toda acaba assustando o acontecimento.
- Mas agora diante do espelho me lembro que aos dez anos. Eu demorava horas escolhendo uma roupa que parecesse que eu tinha escolhido a primeira do guarda - roupa.
- Eu não tenho culpa se a primeira coisa que eu vi, pela frente foi esse vestidinho frânces bordado à mão pelas fiandeiras da Indonésia.
E já dentro do vestidinho, eu rodopiava em frente ao espelho, e pensava, agora sim:
- Eu posso até cantar uma música!



Poema Dona da hitória

Será
que isso é o início de um história
que acabou de começar?
Será
que eu sou a mocinha dessa
história?
Será
que é por isso que quaquer coisa
que eu penso vira canção?
A canção que apresenta a
mocinha
no início da história
abrindo o seu coração
Será
que eu vou lembrar desse dia
um dia
quando esse tempo passar?
Será
que um dia eu lembrarei
que um dia imaginei
que um dia lembraria desse dia?
Quando será
que eu vou lembrar desse dia?
Quando será
que eu vou lembrar desse dia?
Como será
que eu vou lembrar desse dia?
Como será
que eu vou ser nesse dia?
Quando será
que eu vou ter
uma história pra contar?



Beatriz - Chico Buarque de Olanda

Olha, será que ela é moça?
Será que ela é triste?
Será que é o contrário?
Se ela dança no sétimo céu?
Se ela acredita que é outro pais?
E se ela só decora o seu papel?
"SE EU PUDESSE SER A DONA DA HISTÓRIA?" 



2 comentários:

  1. Você pode mandar para mim a peça "A dona das história"? danipeneluppi@yahoo.fr Seu blog está lindo, parabéns!!!

    ResponderExcluir